As practitioners increasingly turn to dispositive motion practice within arbitration, they should be aware of the underlying authority for these motions and consider practical guidance for their use, says says arbitrator and mediator Janice Sperow.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu