With the passing of Justice Ruth Bader Ginsburg, the court’s liberal wing loses her vote, her unique voice in the most politically divisive cases, and her talent for having the last word.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu